326 online
JCDINARDO Ver Perfil


 
COMPOR

Palavra,

Prostituta!

Possuo-te no lençol alvejado,                       

Da folha ainda vazia.

 

Assumes sentidos caleidoscópicos,

Quando minha pena te acaricia.

 

Deixas tua morada,

Nas filas do dicionário,

Para ser minha namorada,

Paga em numerário.

 

Em orgia,

Busco mais palavras

Para criar minha poesia!



Registro 719.469 FBN 21/10/2016




Seguinte
Clique se gosta
Guardar nos seus Favoritos
Comentar
Rating
1
Visto
3