309 online
Maria Antonieta Matos Ver Perfil
Nasceu a 09 Janeiro 1949
(Evora)

Maria Antonieta Rosado MIra Valentim de Matos - MARIA ANTONIETA MATOS, nasceu em 1949 em Terena, Concelho de Alandroal e reside em Évora, Alentejo, Portugal Aposentada da Função Pública Editou o livro “ Visita à Aldeia da Terra” através de Edições Poejo, baseado e inspirado na Aldeia de esculturas em barro e cimento, sita em Arraiolos, livro de quadras e fotografias personalizadas na atividade e profissões da aldeia, apoiada pela junta de freguesia de Arraiolos. Fez apresentação do livro em escolas e Bibliotecas Municipais para crianças do jardim-de-infância, escola básica e séniores. Colabora em vários grupos de poesia e blogs. Participação em Coletâneas: “Poetizar Monsaraz - Vol I” “Poetizar Monsaraz Vol II” “Nós Poetas Editamos V” “Nós Poetas Editamos VI” “Sentir D’um Poeta” “Eternamente Poeta” “Poesia sem Gavetas Parte III” “Poemário 2015” “Conto de Poetas Parte III” “Amor Eterno” "Poemário 2016" "Apenas Saudade" " Fusão de Sentires" "Poemário 2017" "Mais Mulher" "Perdidamente II" - Autores Edição - Pastelaria Studios Editora Grupo Múltiplas Histórias "Sopro de Poesia" - Autores Edição Orquídea Edições - Grupo Múltiplas Histórias "Poesia a Cores" - Pastelaria Studios Editora Grupo Múltiplas Histórias
 
ANINHA-ME NO TEU REGAÇO
Aninha-me no teu regaço
Meu amor,
Espelha-me um sorriso grasso,
A gargalhada franca
que contagia o mundo,
Solta-a bem lá do fundo
Para tocar meu coração.
São os pequenos nada, que enriquecem meu viver,
A minha forma de ser,
O júbilo, o meu bem querer.
o êxtase e o prazer.
Canta-me… que eu fecho os olhos e deixo chegar o sonho,
Aquece meu peito de ânsia e calor,
Num alvoroço tamanho de amor.
Assim embriagados de gestos ternos,
Tão simples, tão belos…
Encontram-se os corações em mudas palavras,
Sentem-se trinados no peito em sintonia,
Profunda acalmia no conforto do abraço,
Em carinhoso espaço.
 
Maria Antonieta Matos, 30-05-2017

Seguinte
Clique se gosta
Guardar nos seus Favoritos
Comentar
Rating
1
Visto
7