280 online
Bento Teixeira
Nasceu a 1561
(Porto, Portugal)

Morreu em 1600
(Lisboa, Portugal)

Bento Teixeira foi um poeta luso-brasileiro. De biografia nebulosa, alguns o consideram brasileiro, natural de Olinda. No entanto, outra corrente o considera português.
wer54w66sf32re2
 
Cantem Poetas o poder Romano,
Submetendo Nações ao jugo duro;
O Mantuano pinte o Rei Troiano,
Descendo à confusão do Reino escuro;
Que eu canto um Albuquerque soberano,
Da Fé, da cara Pátria firme muro,
Cujo valor a ser, que o Céu lhe inspira,
Pode estancar a Lácia e Grega lira.

As Délficas irmãs chamar não quero,
Que tal invocação é vão estudo;
Aquele chamo só, de quem espero
A vida que se espera em fim de tudo.
Ele fará meu Verso tão sincero,
Quanto fora sem ele tosco e rudo,
Que por razão negar não deve o menos
Quem deu o mais a míseros terrenos.

(...)


In: TEIXEIRA, Bento. Prosopopéia. Introd. estabelecimento do texto e comentários Celso Cunha e Carlos Duval. Rio de Janeiro: INL, 1972. p.19. (Coleção de literatura brasileira, 6)

NOTA: O trecho inicial do poema até a "Narração" é composto de 6 oitava

Seguinte
Clique se gosta
Guardar nos seus Favoritos
2 comentários
Rating
2
Visto
2364